O título desse artigo pode até parecer o nome do mais novo filho do Elon Musk mas não é. E sim, a meu ver o que fará a grande diferença no futuro da nossa indústria. Antes do Corona (AC), Depois do Corona (DC) e User Experience (UX).

Antes do Corona Virus (AC) as inovações empresariais eram muito lentas. Se existe alguma coisa que podemos elogiar com o novo Coronavírus, é que ele forçou muitas empresas a evoluirem. Empresas que tinham um processo de venda tradicional precisaram rapidamente caminhar para o e-commerce, para tentar segurar o despencar do faturamento. Outras empresas que não atendiam os seus cliente por SAC, precisaram aprender e fazer acontecer. Em um piscar de olhos a grande maioria dos nossos clientes ficou obsoleto. 😂

A verdade é que, Depois do Coronavírus (DC), reinventar virou a palavra de ordem. E esse raio também caiu como uma bomba nas agências (online, offline, live marketing e etc.). Todo mundo estava seguindo fórmulas e padrões no atendimento dos seus clientes. E os clientes também estavam confortáveis com os formatos. Patrocínio, flights longos de TV, grandes comerciais, atuação digital…

As Lives, shows ao vivo, se transformaram no novo formato da moda, seja no Instagram, no Facebook, no YouTube, tá todo mundo fazendo. Os patrocinadores bancam, as marcas ganham exposição, porém é apenas um pocket-show como se fosse um show gravado do DVD, em alguns casos bem ruins, outros com a qualidade técnica péssima, sem contar nas gafes. Bem, o meu ponto está bem aí. Estão usando um formato antigo, colocando apenas a marca do cliente. Ninguém está pensando na experiência do usuário (UX).

Assistir um show na televisão é uma coisa, já na internet é outra completamente diferente. Seu cliente pode interagir com a marca de uma maneira única. E, infelizmente, ninguém está pensando nisso. Estão deixando a experiência o usuário de lado em detrimento de um conteúdo, que as vezes não é tão bom.

Eu acredito que vai se dar melhor no futuro da comunicação quem pensar no usuário, nas pessoas, na forma como usam e interagem com as coisas. Pensando desde o início da história, na forma de contar e como interagir. Seja uma campanha, um aplicativo, um site. Quem conhecer melhor o que o seu público quer e entregar pra ele de uma forma mais prática vai estar no futuro!


Mateus Braga Diretor de Criação


ESPAÇO DE

OPINIÃO