ESPAÇO DE

OPINIÃO

VÃO COMEÇAR AS PROVAS.


Algumas pessoas que estão lendo este artigo podem ainda estar em plena atividade escolar / universitária / graduação e familiarizados com este processo.


Outros, como eu, já começam a sentir aquele friozinho na barriga, assim como na época acadêmica.


Está aberta a temporada de provas da publicidade mundial.


Os maiores e mais cobiçados festivais internacionais de propaganda já estão com suas inscrições abertas, e as agências, como sempre, estão naquela correria para conseguir finalizar os trabalhos a tempo.


Já tive a oportunidade de trabalhar em muitas agências e nesse tempo todo, vi que o processo em todas elas é bem parecido (guardadas as proporções dos investimentos).


Sempre fui aficionado por prêmios, porém, o que aprendi durante a minha carreira é que existe uma grande diferença entre os trabalhos feitos PARA prêmio, e os trabalhos que tem como consequência, O prêmio.


Nós não podemos esquecer da nossa verdadeira essência: o reconhecimento do público. Porque não existe prêmio mais valioso do que escutar em uma conversa paralela, um grupo de pessoas conversando com entusiasmo sobre uma campanha publicitária que viram na tv, ou na internet e que compartilharam sem ao menos saber qual a agência que o fez, quais os profissionais envolvidos, etc.


Seus pais comentarem com você sobre um “comercial” que viram e acharam muito legal? Isso sim é o verdadeiro prêmio.


Claro que não estou menosprezando o julgamento e critério dos profissionais que foram escolhidos a dedo para entregarem os metais para as grandes campanhas, afinal, esse sempre foi um dos meus maiores sonhos na carreira, e venho fazendo parte dos quadros de jurados dos mais importantes festivais a alguns anos.


Só estou querendo dizer que ultimamente, trabalhos que tem sido feito com um propósito, seja entreter, ajudar, informar ou vender e tenham atingido em cheio seus objetivos, também tem caído nas graças do público e dos júris.


Todos os festivais celebram a criatividade. E ela pode ser simples, super bem elaborada, com pouco ou muito investimento....


O que realmente importa, e o que utilizo sempre como meu critério número 1 para os meus julgamentos nos boards de jurados que participo é exatamente esse: a criatividade com um propósito.


Não só os jurados, mas o público também está de olho nisso.


Boas provas a todos.


Eduardo Basque Senior Art Director, McCann Health Brazil


Júri na Categoria de Design